Selecione seu estilo

Escolha seu layout

Esquema de cores

Patch jacket é a peça desejo da vez

Patch jacket é a peça desejo da vez

A moda está mais pessoal que nunca. Além da imensidão de escolhas na hora de comprar uma roupa, produzir e personalizar as próprias peças está super em alta. Um dos must haves da temporada nas passarelas e nos looks de street style é a patch jacket, a jaqueta jeans customizada com patches.

Desfilada por marcas como 3.1 Phillip Lim, Dior e DNKY, não demorou para a peça ganhar adeptos mundo a fora. Entre as blogueiras que já desfilaram looks vestindo as patch jackets, estão Chiara Ferragni, Helena Bordon, Ana Fasano e Camila Coutinho. O shape preferida da vez é o boyfrined, que fica largo no corpo.

Para estilizar, é simples: escolha um patch que tenha a ver com sua personalidade. Podem ser desde os divertidos, inspirados nos desenhos animados, até básicos, que só irão tirar a peça do lugar comum. Algumas aplicações são feitas com cola, através do calor do ferro de passar, ou então, com costura.  A combinação mais convencional é com t-shirt, mas dê um up-date no outfit combinando com camisas. A parte de baixo pode ser lisa ou seguir o mesmo estilo.

Embora estejam em alta, não é de hoje que conhecemos as patch jackets. Elas surgiram na década de 30 para identificar patentes e exércitos. Depois, os adolescentes rebeldes de Londres, conhecidos como mods, se apropriaram do estilo entre 1950 e 1960. Punks e fãs de heavy metal estampavam suas bandas preferidas nas jaquetas nas decidas de 70 e 80. Por fim, nos anos 90, os seguidores do então recém surgido hip-hop decidiram usar patches para estampar seu estilo de vida nas roupas.

SEM COMENTÁRIOS

Escreva um comentário

Pular para a barra de ferramentas