Selecione seu estilo

Escolha seu layout

Esquema de cores

Os 10 maiores erros de quem está começando com modelagem

Os 10 maiores erros de quem está começando com modelagem

As vezes ao começarmos em um novo ramo, erramos coisas tão simples ou básicas, por falta de experiência ou simplesmente por não ter esse conhecimento avançado.

E não tem problema, porque os erros têm o potencial de transformar você em alguém melhor que você era antes.

São falhas que se pudermos eliminar do nosso dia-a-dia vai facilitar, agilizar e otimizar o nosso trabalho.

Pensando nisso, reuni os 10 mais comuns para quem trabalha com modelagem. Vamos lá!

1- Não ter uma base para começar

Ou seja, querer fazer uma blusa do nada, apenas colocando a medida só do comprimento e largura. Sem ter uma base, que já vai ser específica para aquele tecido que se vai trabalhar.

2- Usar uma base sem considerar o tecido

É muito importante você definir o tecido que você vai trabalhar antes, se é um tecido plano ou de malha.  E também se vai ser ser com elasticidade ou sem elasticidade. Então definir isso antes já é meio caminho andado e vai facilitar muito o processo.

3- Usar a base com margem de costura

Quando falamos em base, é fundamental lembrar que ela é SEM margem de costura. Porque depois vai depender muito da máquina que você vai usar para costurar essa peça. As margem de costura só são colocadas quando estiver tudo pronto, com todos os recortes e modificações feitas.

4-  Não considerar as formas e volumes do corpo

Isso se torna não um erro de não conseguir vestir a peça, mas sim, da peça não ficar tão bonita. Como vamos fazer uma camiseta onde a frente e as costas tenham a mesma altura, se a gente sabe que as nossas costas são maiores do que a frente? São pequenos detalhes que fazem com que a modelagem fique melhor.

5- Não fazer as conferências das medidas

Essas conferências vão ser o que vai fazer que você perca menos tempo depois. Porque se por acaso alguma coisa estiver fora do lugar, tudo vai interferir no tempo que você vai levar pra fazer a pilotagem novamente e depois corrigir.

6- Não pensar nos acabamentos

A pessoa vai lá, faz toda a modelagem certinha e chega lá no final e vai pensar nos acabamentos. Não dá, né? Isso é um passo que temos que pensar no início. Porque talvez a forma que como você vai ter que fazer essa modelagem vai ser interferida por causa do acabamento.

7- Não conhecer como costurar a peça

Óbvio que você não precisa ser uma ótima costureira pra ser uma ótima modelista. Mas precisa sim saber qual é a sequência operacional daquela peça, porque isso vai interferir na hora da modelagem.

8- Não questionar sobre os moldes

Muitas vezes, como o estilista não tem tanta preocupação quanto o modelista de saber de costura, eles são se dão conta de um ou outro detalhe. Então quando chega uma peça pra vocês fazerem, questionem, é bem simples. E cabe a nós, melhorar esse processo e conhecer um pouco mais esse processo produtivo, o que vai funcionar ou não.

9- Não definir a forma que vai trabalhar 

Quem está começando no ramo da confecção, normalmente quer ser indústria. Ou seja, fazer produção e vender. Só que o problema é que quando parentes ou amigos sabem que você trabalha com moda, eles querem que você faça peças sob medida e não é a sua especialidade. Não tentem fazer tudo de uma vez só e focar no que realmente é importante.

10- Não anotar as medidas que já funcionaram 

Eu sou uma pessoa que gosta de anotar tudo, então eu tenho anotado até todos os elásticos que eu já usei na vida, nas calças, nas blusas, nas cinturas, enfim. Eu já deixo isso pronto pra quando eu for fazer um piloto facilitar o meu trabalho.

É isso, gente! Espero que vocês tenham se identificado com esses errinhos, ou não.  Eu ainda me pego fazendo um deles de vez em quando, mesmo estando nesse ramo há mais de 15 anos.

Se inscreva no nosso canal no Youtube e fique por dentro de todas as novidades sobre moda e costura.

Até a próxima,


Maísa Rasche.

SEM COMENTÁRIOS

Escreva um comentário

Pular para a barra de ferramentas