//Como a moda está passando mensagens de empoderamento

Como a moda está passando mensagens de empoderamento

Durante a semana de moda de Nova Iorque, há poucos dias, no meio a protestos anti-governo Trump, foi que Prabal Garung, um estilista nepalês, passou suas mensagens ao mundo através de camisetas com frases impactantes. 

As t-shirts estampavam quotes como “minha namorada é uma feminista”, “o futuro é das mulheres”, “eu sou imigrante”, “nossas mentes, nossos corpos, nosso poder” e “por que todo mundo deveria ser feminista”. Não demorou a viralizar e as peças se tornarem desejo entre os fashionistas. Mas além disso, serviu para abrir os olhos das pessoas: roupas são muito mais do que tecidos. São um meio de passarmos uma mensagem e mostrarmos ao mundo quem somos e o que pensamos. 

A ideia veio durante a Marcha das Mulheres, realizadas dias após a posse de Donald Trump, que mobilizou milhões de pessoas ao redor do mundo contra os discursos anti-minorias do presidente americano.  “Eu queria capturar o que senti lá [na marcha]”, disse. Eu li sobre o que Gloria Steinem fez pelo movimento nos anos 70, e nunca pensei que viveria para ver esse tipo de coisa. Mas quando eu fui lá, vi todas aquelas mulheres e eu pensei, ‘Oh meu Deus.’ Elas deram um exemplo para todos nós e a inspiração de que é possível fazer uma mudança. Eu quis mostrar isso no meu desfile.” 

Não foi a primeira vez nos últimos tempos que a moda se mostrou engajada com algum movimento social. Na estreia de Maria Grazia Chiuri, a primeira estilista mulher da Dior, a peça que mais chamou a atenção foi a t-shirt com a frase “Todos deveríamos ser feministas”. Mensagem passada com clareza, principalmente pelos grandes nomes da moda serem esmagadoramente homens. 

Chiuri criou uma peça desejo, usada por influencers e editores de moda, o que levantou uma discussão: até que ponto é interessante esse “apoio” aos movimentos, de forma tão massiva? Enquanto alguns defendem que quanto mais se tocar no assunto, mais pessoas serão conscientizadas, outros vão contra e dizem que as tais roupas “hit” abrangerão pessoas que pouco se importam com a mensagem, mas vestirão apenas pelo modismo. 

De maneira mais simples, mas com tamanho poder empoderador, e que pode ter dado origem a tais camisetas de grandes marcas, as peças com bordados de palavras e frases poderosas de forma simples, também conquistaram o público, comprovando que falar em igualdade é mais do que um modismo, é uma necessidade.

De |2017-07-25T10:42:49+00:00julho 25th, 2017|Não categorizado|0 Comentários

Sobre o autor:

maisa

Deixe um Comentário